Soneto da Rua


Perceba os detalhes desta rua:
Só há carros, barulho e fumaça,
Parados no sinal não acham graça,
Saem no pré sol, chegam no pós lua.

Fica perdido nesta confusão,
Só olhando esse povo que só passa?
Qual o destino que move essa massa?
Porque sente em seus olhos solidão?

Perceba, um pouco tarde, o motivo,
Que move só aquele que está vivo,
E deixa se levar a própria sorte:

Eles querem parar de correr tanto,
Eles querem livrar-se desse encanto,
Mas não podem! Só param com a morte!

Criada em 20/09/2007

Um comentário:

Unknown disse...

e a rua é encantamento, mistério e inspiração, é movimento sempre e o movimento muito bem retratado no teu excelente soneto

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...