Soneto do Palhaço Sozinho

---
É tarde, num espelho então me vejo,
Contemplando esta imagem sem pintura,
Em meus olhos, só olheiras de amargura,
E no peito, só amor, nenhum desejo.
---
De paz, desenho o rosto, então escondo,
De mim mesmo o que eu quero e o que eu sinto,
E de sangue, os meus lábios então pinto,
De esperança, um palhaço vou compondo.
---
E saio percorrendo o meu caminho,
Enchendo de alegria o picadeiro,
Tentando não matar minha esperança:
---
Não quero neste circo ser sozinho,
Que entende que um amor só é verdadeiro,
Se é feito de empatia e não cobrança.
---
#byLupo

2 comentários:

Lily Olival disse...

Tocante....
Essências de um palhaço!!! Mostra a dor por tras do sorriso...

Circo, meu ponto fraco!!rsrs
Adorei.. lindo, lindo!!

Beijos

LyRodrigues disse...

O final ficou tão perfeito quanto o início que eu já tinha visto.

A esperança do palhaço em achar a própria felicidade.

Lindo!

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...