Coragem

--
Não me basto, dizia o poeta.
Não me entendo, eu digo agora mesmo,
Não me iludo, no mar perdido a esmo,
Não me movo, a vida é tão incerta...
--
Levo a ferro este erro que cometo,
Lavo a seco esta lágrima que forma,
Lava quente, uma angústia que transforma,
Leve e árduo, este triste meu soneto.
--
Se há vida nesta vida miserável,
E é comprida esta estrada sem miragens,
E se é vivida esta dor que tenho agora:
--
Há em mim uma sede insaciável
Perceber nesta estrada as paisagens
Aprender com a dor que me apavora.
--
by Lupo

6 comentários:

Guará Matos disse...

Coragem nos leva a ir longe.

Abraços e obrigado.

silvioafonso disse...

.

Nem tudo é o que parece...
O gato caça o rato, mas não o
tem na sua cadeia alimentar
como indispensável.
O rato não come queijo, prefere
roer um duro pedaço de pão a
essa iguaria.
O cão não caça o gato, mas o
desacato é, deveras, a sua
grande companhia.

silvioafonso.




.

ly disse...

Nossa, gostei muito mesmo do que li.

Reflexo d Alma disse...

Não lia voce ha tempos...
que saudade!!
e
"Há em mim uma sede insaciável
Perceber nesta estrada as paisagens
Aprender com a dor que me apavora."
Perfeito,
sou eu, é voce, somos nós nessa carruagem de nome
vi
da...

Bjins entre sonhos e delírios

Reflexo d Alma disse...

Nem creio, aqui estão reunidos
meus amigos
Guara e Silvio ,seres que não tenho palavras pra expressar o que representam pra mim
em particular,sem contar que são dois grandes blogueiros
que 'sabem' usar a palavra
quase que de forma divina.
E isso é
bom demais pra mim, nem sabe
Lupo.
E a bela Ly...
ai ai...
por isso vivo entre sonhos e delírios

ly disse...

"e a bela Ly" (*-*)

Sério mesmo? Obrigada.

Tenho que te agradecer por me fazer conhecer novos trovadores, Querida Catia

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...