In Sensível


Certas vezes não entendo o que acontece,
De-repente o que é cor se faz de cinza,
Um detalhe e eu me torno tão ranzinza,
E de mim, o que era bom, desaparece.


Fico triste, tentando achar desculpa,
Que me tire essa angústia do descaso,
Que transborde o meu rio, que está tão raso,
Que me faça entender que não há culpa.


São detalhes, talvez nem importantes,
Mas eu vejo o martelar na ferradura
Como um prego invadindo o coração.


Eu espero aprender com tais instantes,
Que não há sofrimento nem agrura,
Que transforme o meu sim em "talvez não".


#byLupo

2 comentários:

Sonia sanchez prette disse...

Adorei, Muito bom, recomendo.

Lupo disse...

Obrigado Sonia. =)

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...