Meu Conto Sem Fadas

Procurei a princesa dos meus sonhos
Neste livro que escrevo a cada dia
Nas histórias de dor e de alegria
Nos momentos alegres e tristonhos.

Procurei a paisagem mais bonita
Entre os céus e as noites desta vida
E encontrei, em mim mesmo, escondida
A lembrança de uma infância bem escrita.

E este conto, sem fadas, que há em mim
Bem cá dentro, no peito que só sente
O que é dor quando a mágoa transparece,

Não me conta o que existe lá no fim
Pois ainda vivendo o meu presente
Este autor, do passado, não se esquece.

byLupo - 09/03/2011

8 comentários:

Unknown disse...

Bom dia!!

Lindo sua poesia!!Tomara que um dia encontre a sua princesa...
Beijos.

Faa Cintra disse...

Lindo como tudo o que vem de ti

Maria Helena disse...

Seu conto sem fadas me leva para um mundo encantado que mora no seu ser poético. E a graça do conto é justamente não saber o encanto que srá quebrado no próximo momento. E assim, cada um vai construindo o seu conto na história das possibilidades do ser.
Belíssimo!
Abraço, meu grande amigo!

BIA disse...

Oi Lupo!!!
Adoro ler suas poesias, sempre que passo por aqui levo junto a leveza e um pouco mais de alegria.
Beijos
Bia

Néia disse...

Oi Lupo...
Parabéns pelo dia Internacional da Poesia...
Você é pura poesia.
beijos Néia

silvioafonso disse...

.

Eu não quero encontrá-la por aí.
Eu a quero como quer o crucifixo.
Quero um Deus para ficar comigo
pendurado.

silvioafonso




.

Anônimo disse...

Será que Ja encontrou sua princesa ?

Jota Brasil disse...

Pra achar uma princesa pra tu, tu precisa ser princeso...será este o teu caso, interrogação...

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...