Soneto do Covarde II

Não me beije, não faça isso comigo,
Não surpreenda o meu pobre coração,
Que cansado de tanta frustração,
Só deseja um seguro e bom abrigo.

Não me ame, não queira o que eu possuo,
Não me peça o que eu posso não te dar
Pois pedir é o mesmo que negar,
E eu não nego, apenas retribuo.

Não me iluda, pois sou muito inocente,
Acredito que o amor está na mente,
E só sonho o que eu chamo realidade.

Não me mate, nem finja que sou são
Não transforme o que é paz em solidão,
Não me faça querer sentir vontade.

#byLupo - 06/01/2011

9 comentários:

Sérgio Filho disse...

Livra-me do amor,
Deixa meu coração intacto,
Melhor ser covarde com coração inteiro
Do que amar e ter o peito despedaçado.

Foi o que pensei enquanto lia.

Aquele abraço Lupo!

LyRodrigues disse...

Eita!

Gostei do texto. Intenso e talvez meio o que eu esteja sentindo atualmente.

Lindo

Bnam

Néia disse...

Oi Lupo...
Como sempre envolvente, mas eu em particular diria que não somos covardes por amar demais, sem medidas ou sem retribuição. Somos corajosos e nos arriscamos sempre, talvez esteja aí o motivo de frustração.Você é muito bom em traduzir sentimentos.
Li teu comentário e dei uma modificada no texto, aliás, aquilo é uma fragmento de uma conversa.Lá eu explico tudo, mas saiba que gosto muito quando vc passa por lá, seus comentários são pontuais e sempre aprendo com eles.
Beijo Néia

Blog da Fofa disse...

BB, Que beleza de soneto!!Para amar é preciso coragem, assim como para viver. Amei . Um dos que eu mais gostei. Bjos mil

Jubs disse...

Lupo fico fascinada com suas palavras
como ela nos envolve.
Perfeito.
Beijos =D

Faa Cintra disse...

porque de certa forma é o que eu sinto

BIA disse...

Oi Lupo!!!
Noosaaa!!! Vim conhecer teu outro blog e adorei, pois tb gosto muito de poesia!!! Especialmente esta é perfeita para o início de ano!!! Poesia é pra mim como uma música e há sempre uma adequada para cada momento!!! Muito legal mesmo!!!
Ah! Eu sou muito curiosa... o teu nariz de palhaço tem à ver com alguma coisa? Como falei me remeteu diretamente a política... seria uma ótima forma de protestar... achei bem original... foi o que chamou minha atenção logo de cara... divertido ao mesmo tempo... reflete uma personalidade bem humorada e contestadora... pelo menos eu interpreto assim... mas posso estar errada né? Afinal tantas coisas são subjetivas...
HAPPY NEW YEAR!!!
Bjus
Bia

Reflexo d Alma disse...

Quase, mas só quase
Toda negativa
é uma sinalização para o sim que nos negamos.
Adoro esses não,
esses gritos no meio de total silenciar.
Adorei.
Bjins entre sonhos e delírios

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz disse...

Expressivo soneto. Um forte clamor. Adorei! Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...