Mulher

Se busco o que não tenho aqui e agora,
Só pode ser porque ainda estou vivo,
Pois arde em mim um fogo tão cativo,
Que queima e dói meu corpo toda hora.
 
Perdido neste sonho infinito,
Eu canto os versos tristes que componho,
E tudo em mim faz parte de um sonho,
Que é ver em mim, tão feio, mais bonito.
 
E nesses passos firmes que eu piso,
No chão dest'alma triste feminina,
Que mora nos meus sonhos quando deito,
 
Eu sinto que pra isso eu só preciso,
Sugar-te a juventude de menina,
Deitando-me pra sempre em seu leito.
 
#byLupo - 05/2006 - Revisada em 08/08/08

11 comentários:

Jota Brasil disse...

Grande Lupo...sonetero dos bão.....e tarado hehehehehe

Sérgio Filho disse...

Grande Lupo.
Saudades de te ler cara, desde domingo, estou matando a pauladas essa saudade nesse momento.

E que soneto belo, as mulheres nos dão vigor e produzem vida em 9 meses, coisa que a ciência ainda não faz (usando bilhões) nesse mundinho artificial.

Linda noite,
Aquele abraço!

Maria Helena disse...

Grande amigo, que beleza de soneto! Estar vivo é realmente a busca incessante por algo mais que não seja a inércia que resulta em apatia. Cada obstáculo vencido é um prazer a ser vivido,mas o homem tem a sede de buscar novas auroras para viver novos momentos com mais intensidade. Acontece essa busca em todas as áreas da vida. Quando já achamos que temos tudo ainda têm partes de nós precisando ser desvendadas. Então, se já não se deseja nada, já se vive parcialmente. A ordem é viver com intensidade! Amei o soneto! Bjs

Blog da Fofa disse...

Oi bb. Lindo soneto. Vc expõe lindamente seus sentimentos. Concordo com a Maria Helena. Tem que buscar sempre. Tem que ser feliz. Bjos lindo.

Deny disse...

Este deitar para sempre foi para fechar com chave de ouro!!!

Sabe ... estes dias eu estou meio sensível e jamais poderia deixar de dizer que este teu poema me emocionou profundamente!

Amigo, parabéns.

=D

Lila disse...

Coisa linda, meu amigo querido.
Dia lindo pra ti.
Bjs meus !

Do OUTRO lado do espelho... disse...

Lupo...que explendor de soneto!!!

A busca é implacável. O que você pensa, você cria; o que você sente, você atrai; o que você acredita, torna-se realidade...isso em qualquer segmento de nossas vidas!

bjus

Sônia Cristina disse...

Que lindo,
amor, desejo, vontade... retratado lindamente em um lindo poema, com um toque de erotismo.
Adorei moço.

Bj

Fragmentos de Ser... disse...

pois que ardamos sempre.
e que seja perfeito o momento...cada um deles.
flores e cores pra ti

Néia disse...

Oi Lupo...
Adoro sua sensibilidade ao falar sobre mulher, fala com a alma e faz com que a gente sinta o seu sentimento.Muito lindo, gosto muito de te ler é sempre um enorme prazer.
Tô atolada neste final de ano, assim, passo sempre aqui rapidinho e nem sempre consigo comentar por falta de tempo.
Beijos Néia

Paty Lopes disse...

uma ode a mistica sensualidade feminina!

Não há fêmea que naw se sinta prestigiada...
amei... amei de mais.

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...