Preto, Branco e Cinza


Olha em mim, pois o "eu" que está vendo,
Não é esta figura em preto e branco:
Escondo, num tom cinza, o meu encanto,
Mas há cor aqui dentro do meu peito.


Dê-me a chance: Mostrar os meus segredos,
Que eu preencherei a tua vida,
O que quero é deixá-la mais bonita,
Livrar-te de teu "eu" todos os medos.

Mas antes de acabar este soneto,
Mas antes de acabar o meu intendo,
E antes de entregar-me a tua vida,

Entenda que essas cores misturadas,
Na vida ou aquarela, trabalhadas,
Transformam-se de novo em tom cinza.

Criado em 17/09/2007

Um comentário:

Unknown disse...

belo belo mais que belo que deleite de soneto,

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...