Soneto do Conhecimento

O que move o universo que há em mim
É o inverso do sonho passageiro
É a metade que forma o meu inteiro
São as flores que nascem em meu jardim.
 
São palavras que ditas ao acaso
Sentenciam o meu eu a eternidade
Satisfazem o meu vício e a minha vontade
De querer ser mais fundo e menos raso.
 
É o confronto que prevejo no final
Mas não quero que aconteça muito cedo
E nem tarde depois que'eu adormecer.
 
É a vitória do bem contra o meu mal
É o encontro que eu quero e tenho medo
Entre o interno e o externo do meu ser.
 
#byLupo - 16/11/2010

6 comentários:

LyRodrigues disse...

Já que eu sou suspeita, nem vou comentar.

Ops... já comentei

Lindo Lupo... (só digo isso, eu sei... rs)

Bnam

Reflexo d Alma disse...

Ei Lupo!
Belos versos:

São palavras que ditas ao acaso
Sentenciam o meu eu a eternidade
Satisfazem o meu vício e a minha vontade
De querer ser mais fundo e menos raso.
Mas gosto
es
pe
ci
al
mente :
São palavras que ditas ao acaso
(...)
De querer ser mais fundo e menos raso.

Bjins entre sonhos e delírios

Faa Cintra disse...

Muito bom... adorei...
Adoro tuas palavras...

beijos

Jota Brasil disse...

Cuidado com o conhecimento que quer ter e com o que pretende fazer com ele...
hahahahahaha!!!!!!!

Néia disse...

Oi Lupo...
Belos versos que mostram como, mesmo sem querer, somos pura ambiguidade. Um confronte pessoal e interno sobre o que vc foi,e hoje é. Um menino que hora fala inocente frente ao homem que sabe que nem sempre tem esse querer. Acho que a beleza do soneto é bem esta, tudo dito com métrica, poeia e beleza. Ler coisas bonitas, me deixa mais leve. Às vezes leio e faço viagens e interpretações equivocadas, pois acho que a grande sacada é quem escreve deixar marcas e quem lê procurar estas pistas. Peço desculpas se por acaso não foi o que vc pretendeu passar.
Beijos Néia

Lupo disse...

Oi Néia!

Não desculpe-me! Mesmo que tivesse outra interpretação dos versos, o soneto não é mais meu a partir do momento que outra pessoa o lê.

Você tem seu mundo, seus pensamentos, suas experiências, enfim... Seu universo. É possível que encontre coisas que eu nem sonhei em colocar nos versos, e que não perceba algo que imaginei que todos perceberiam. Isso é maravilhoso no mundo da poesia! =)

Adorei a sua interpretação. É bem pouco diferente da minha.

Bjão e obrigado pelo carinho e cuidado que tem demonstrado comigo!

Postar um comentário

Olá. Obrigado por comentar meu texto. Se deixar o endereço do seu site / blog, eu retribuirei sua visita com prazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...